sexta-feira, 24 de abril de 2009

DESAFIANDO OS LIMITES

PROJETO DESENVOLVIDO COM A TURMA DA "4ª SÉRIE D" (2008)

PROFESSORA: SELMA REGIS CASTILHOS E Mª LUCIA U. BORGES



Despertar nos educandos a força de vontade e determinação para resolver os problemas que enfrentarão ao longo da vida.
Conscientizar os alunos que muitos acidentes podem ser evitados;
Buscar mudanças de comportamento dos educandos;
Conscientizar que os Portadores de Necessidades Especiais devem viver integrados na sociedade, tendo uma vida o mais normal possível.




SENSIBILIZANDO PARA O PROJETO




COMEÇAMOS O PROJETO PESQUISANDO A ASSOCIAÇÃO DOS PINTORES COM A BOCA E COM OS PÉS





QUADROS REALIZADOS COM OS PÉS E BOCA



  • ASSISTIRAM VíDEOS: NICK E MARK GUERRA




    video





VISITAS DE PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS

Entrevistas dos alunos ao Portador de Necessidade Especial Vanderlei Quintino PROFESSOR DE NATAÇÃO E ATLETA






RELATÓRIO REALIZADO COM OS ALUNOS SOBRE O ENCONTRO

No dia catorze de julho esteve em nossa escola o Professor Vanderlei Quintino, que é deficiente de um dos membros inferior (perna esquerda), devido a um acidente que o fez perder sua perna no local. Hoje em dia, trabalha na CEPE, é professor de natação com deficientes e realiza palestras.
Após sua palestra em nossa escola, registramos o relato da aprendizagem de alguns alunos:
“Aprendemos que os defeitos das pessoas não devem interferir em nossos sonhos e que devemos batalhar por eles. Que somos capazes de tudo quando queremos”.
“Nós aprendemos com o Vanderlei, que ser deficiente não é ficar parado, que devemos praticar esportes, ter uma alimentação saudável, etc..Que sempre temos que ir em frente com a cabeça erguida e nunca olhar para trás”.
“Entendemos na palestra que uma prótese, não muda a vida das pessoas, que mesmo sem um braço ou uma perna, temos que lutar para sermos felizes. Não podemos perder a esperança”.
“Preconceituosas, são as pessoas que não sabem das capacidades das outras e que estamos aprendendo a respeitar os deficientes físicos” .
“Aprendemos que mesmo com uma deficiência, a vida continua para nós”.
“Com você aprendemos Seu Vanderlei que todo mundo tem um pouco de deficiência”.
“Aprendemos com o Vanderlei, que quando ele sofreu o acidente sua vida tinha que mudar, e ele resolveu mudar para melhor”.
“Que na vida de um deficiente, existem muitos obstáculos e não sabendo o que poderá acontecer conosco, não devemos parar de estudar.”
“Aprendemos que não devemos reclamar da vida, pois temos o corpo perfeito”.
“Aprendemos que se quisermos poderemos enfrentar qualquer obstáculos na nossa vida, que somos muito mal agradecido, porque temos o corpo perfeito fisicamente, tendo muitas pessoas com deficiência que são muito felizes e agradecidas por ter a vida”.
“Aprendemos que nunca devemos desistir, sempre plantar as coisas boas, para um dia colher o que plantamos. Respeitar os deficientes, porque se um dia formos nós, vamos querer o respeito”.
“Nós aprendemos que em qualquer situação, devemos continuar lutando. Não ficar triste por perder uma parte uma parte do corpo, pois temos a vida”.
“Estamos aprendendo com nosso Projeto “Desafiando os Limites”, que podemos superar os limites, sermos felizes, se tivermos força de vontade.”







OS ALUNOS ENVIARAM E-MAIL PARA O VANDERLEI

Obrigado professor Vanderlei, pela sua palestra contando sobre sua vida de deficiente físico. Aprendemos muito nesse dia, tão especial para todos.Adoramos perguntar e fazer amizades com você e seus amigos.
TCHAU!




Olá, Sr. Vanderlei!
Queremos agradecer pela sua presença em nossa escola, por você ter dado a palestra,e por ter ensinado como é a vida de um deficiente.
“Gratos”
De: Larissa e Kerollayne






DATA:16/07/08
Professor Vanderlei agradecemos pela sua palestra na nossa escola, esperamos que você tenha gostado das nossas atividades com você.
Abraços para seus amigos Gustavo e Talissom.
Ass: Pedro e Vinicius.





DATA: 16/07/08.
Vanderlei Quintino,

Obrigado por você vir aqui na nossa escola fazer a palestra, pois você serviu como exemplo de que quando a gente não consegue fazer alguma coisa,não se pode desistir.Nós achamos super legal que você pratica natação, adoramos te conhecer ! TCHAU!!!!

Ana Beatriz - Leonardo







ENTREVISTA DOS ALUNOS AO PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL - DEFICIENTE VISUAL SENHOR MAURI (MÚSICO)






Relatório da visita do Sr. Mauri (Deficiente Visual) em nossa escola no dia 14/08/2008.
Com a visita do Sr. Mauri aprendemos muitas coisas, como;
• Nossa saúde deve estar sempre em primeiro lugar, para isso não devemos fumar, beber bebidas alcoólicas, etc...
• Que o estudo é muito importante, porque seremos os políticos, os advogados, os médicos... no futuro.
Seu Mauri, mesmo sendo deficiente visual é uma pessoa muito alegre, falante e divertido.
Aprendemos também que viver sem enxergar não é tão difícil quanto imaginávamos, desde que a pessoa tenha força de vontade, muita garra e amor a vida, para lutar pelos seus sonhos e realizações.
Que alguns deficientes visuais são muito espertos, porque sabem usar bem o tato e a audição, conseguem identificar muitas coisas. Um exemplo dado por ele foi a do dinheiro:
Quando o Sr. Mauri chega em um comércio, ele falou:
- Boa tarde! – Bem alto.
Se só uma pessoa responder de dentro do recinto, ele vai embora. Se mais de uma pessoa responder, ele fica e compra. E na hora de pagar a conta e o comerciante dá o troco, ele pergunta alto para o comerciante o valor de cada nota, para poder conferir seu troco e ao mesmo tempo colocá-las em ordem dentro do bolso.
Também aprendemos que um deficiente visual não pode ser ajudado como uma criança, só deixe ele colocar a mão em seu ombro, que ele vai tranqüilo. Quando formos dá a informação de uma rua, devemos dar d e forma correto (usando seguir em frente, vire a direita...) e nunca só dizer fica ali ou lá. E muitas outras aprendemos.
O Sr. Mauri é um exemplo para quando tivermos alguma dificuldade em nossa vida, não devemos desistir e sim, ainda ajudar aqueles que precisamos como ele o faz.
E também aprendemos que os cegos são pessoas normais, só não podem ver com os olhos, mas escutam e sentem as coisas muito bem, eles enxergam com o coração.






ENTREVISTA COM A PORTADORA DE DEFICIENCIA AUDITIVA: TALITA PROFESSORA DE LIBRAS







RELATÓRIO DA VISITA DA TALITA (D.A)

No dia 19 de novembro, recebemos uma visita muito especial. Foi a visita de Talita (D.A), que veio com sua tradutora Eloisa, participar do nosso projeto: Desafiando os limites.Com ela aprendemos um pouco mais sobre os deficientes auditivos.Aprendemos que mesmo uma pessoa não tendo audição pode entender 30% da expressão labial, do que está sendo falado.Ela nos ensinou os números naturais, o alfabeto e algumas palavras em linguagem gestual (libras).Talita é uma moça de 25 anos. Que ficou D.A com dois anos e meio, por causa de uma meningite. Ela é trabalhadora, pois trabalha em três empresas: Amanco, Lupa e SESI, ensinando Libras. E se esforça para fazer as Faculdades de Letras e Libras.Talita é um exemplo de vida, para muitas pessoas, porque desafia seus limites, ama o que faz, ensinando os outros.





Obrigada Talita! Você é muito simpática, bonita e especial. Adoramos você e agradecemos por sua presença em nossa escola.




LIVROS TRABALHADOS COM OS ALUNOS

  • NÓS FALAMOS COM AS MÃOS
    CEGOS, ENXERGAMOS LONGE


  • MEUS PÉS A CADEIRA DE RODAS




  • GABRIEL E AS VISIAS ESPCIAIS




REFLEXÃO

COMO ÀS VEZES AGIMOS COM INGENUIDADE, ACHANDO QUE SOMOS PERFEITOS, NÃO PERCEBENDO NO OUTRO NOTÁVEL HABILIDADE, DEIXANDO-NOS CEGAR POR PRECONCEITOS.



TODOS TEMOS DEFICIÊNCIAS, TALVEZ AINDA NÃO TENHAMOS NOTADO. MAS ELAS NÃO DEVEM SUPERAR NOSSAS EFICIÊNCIAS E O OUTRO NÃO DEVE SER DESPREZADO.



SE UMA SOCIEDADE JUSTA QUEREMOS, CERTAS DIFICULDADES DEVEM SER MOTIVO DE UNIÃO. E NÃO PODEMOS CHEGAR A EXTREMOS DE A UM IRMÃO DIZER: NÃO!



SE EXERCITARMOS A NOSSA CONSCIÊNCIA, VAMOS CHEGAR À CONCLUSÃO DE QUE DEVEMOS TER CIÊNCIA DE QUE A PERFEIÇÃO É ILUSÃO.





PENSAMENTO
Daniela Caburro




"TODOS NÓS TEMOS UM CAMINHO A SEGUIR...VAMOS, COMECE A CAMINHAR...A TÃO SONHADA FELICIDADE ESTÁ ALI NA FRENTE, A SUA ESPERA...SE TIVERMOS FÉ EM DEUS A PESSOA AMIGA DO NOSSO LADO, NUNCA ESTAREMOS SOZINHOS. TEMOS QUE TER CORAGEM E SEGUIR EM FRENTE."



DEPOIMENTOS DOS ALUNOS SOBRE O PROJETO



Aprendi com esse projeto a lidar com muitas pessoas especiais, a ter respeito e valorizar todos do seu jeito. Aprendi também a ter força de vontade.

Aluna: Jessica



Eu achei muito importante, porque aprendi que uma pessoa deficiente aprende a conviver com sua deficiência e que podemos superar nossos limites sempre.

Aluna: Kerollayne







Esse Projeto foi uma experiência muito gratificante, porque aprendi dar valor a vida.

Aluno: Leonardo




Eu aprendi com esse projeto a valorizar os deficientes e valorizar a vida, pois mesmo sendo perfeito eu reclamava, mas agora nao. Tenho muito à agradecer.
Aluno: Vitor



Eu gostei muito, porque aprendi muitas coisas importantes que não sabia. Conheci o dia a dia de um deficiente e aprender a dar valor as coisas que tenho.
Aluno: Flavia



Eu aprendi que cada pessoa é especial, da maneira que ela é. Que nao podemos julgar, nem ter preconceito.
Aluno: Marlon



Eu aprendi que o homem é capaz de muitas coisas.Que podemos chegar onde queremos se tivermos força de vontade, ter garra, para enfrentar a vida.
Aluna: Sopfia

Nenhum comentário: